08/04/2007


Puxa!! Como quando trabalhamos juntos tudo fica muito mais fácil, mais divertido e mais produtivo. Ontem o PedalEco Brasil participou de um mutirão nacasa do Rodrigo e da Ana (ambos do NEMA). Objetivos: construção de um canteiro e uma coleta da água da chuva.


Chegamos cedinho, e logo começamos a trabalhar, primeira etapa era limpar a área onde seria feito o canteiro, havia uma pilha enorme de tijolos que precisavam ser realocados, trabalhando de forma unida em poucos minutos todos os tijolos foram postos no novo local e a área a ser trabalhada estava livre. Pela parte da manhã ficamos na funçãode fazer os limites do canteiros, e pensa, discute, muda de idéia, volta à ideia original e aos poucos foi se decidindo o que seria feito.

Eu e a Ana fomos atrás de mulch, enchemos uns 8 sacos, mas como os canteiros ficaram bem altos foi longe de ser o suficiente. Aos poucos o canteiro foi ganhando suas formas e a fome foi batendo e houve uma pausa para o almoço, com direito à cervejinha Uruguaia e tudo, mas dessa vez não foi a Patrícia, foi a Nortenha, tão boa quanto.

Após o almoço e uma pequena pausa para um papo e digestão voltamos à trabalhar, rapidinhoterminamos o canteiro e sobrou tempo para fazer uma coleta da água da chuva, uma sementeira e ainda de dar uma ajeitada na composteira.



A coleta ficou demais, um jeito diferente que o Rodrigo sugeriu, fazer um corte incompleto no cano da calha e apenas encaixar no telhado!! Muito legal mesmo, a estética ficou muito boa e foi tudo feito em minutos!

Depois que essas coisas dei uma corridinha no super para comprar umas coisas que faltavam para fazer as velas, fomos e voltamos rapinho para a casa do Rodrigo, ele e sua filha Ana queriam um tererê! Dito e feito, fizemos as velas, os tereês, jantamos, trocamos informações, conversamos e firmamos mais ainda nossa amizade! Foi lindo, pois eles abriram a casa, o coração e a troca foi muito intensa!

Hoje ficamos a maior parte do tempo em casa, o tempo está estranho, ventoso, chuvoso, meio frio... Estamos cabreiro porque talvez o mutirão amanhã seja prejudicado se chover. Mas não tem maiores problemas. Vamos ver no que dá!

A Fer Gurgel (que não tem mais o Gurgel) pediu que a gente colocasse detalhes sobre as coisas que vamos aprendendo por aqui! Foi uma boa lembrança, assim já compartilhamos esses conhecimentos com vocês e quem quiser tentar alguma coisa em casa já vai fazendo! Hoje eu já falei sobre a calha de encaixe, para melhor entendimento veja as fotos.

Quanto as suas perguntas, para se degradar o papel higiênico foi sugerido na palestra que se colocasse dentro de uma bombona preta, fechada e no Sol o PH e mais esterco, e o processo de compostagem se desse da mesma forma que o banheiro seco simples (de tambor), ao final de mais ou menos 3 meses. Agora, quanto ao da garrafa PET para a calha, bem, como é que eu vou explicar... meio difícil mas lá vai, você tem que cortar a garrafa no fundo e na boca, e partir ela no meio, mas não totalmente, tem que deixar duas alças uma no início e outra no final da garrafa já cortada, daí é só encaiaxar uma na outra, para que esse encaixe dar certo é necessário que todas as garrafas sejam iguais. Deu para entender?

Por hoje é isso, novamente as fotos terão que ser postadas amanhã ou depois. Hoje eu fiquei com vontade de terminar com uma frase que sempre me inspirou:

Acaricie seus sonhos
Até senti-los paupáveis,
Essa é a única forma
De torná-los realidade.

5 comentários:

Anônimo disse...

E aí, guerreiros!
Tem um cumprimento que Francisco de Assis fazia ao encontrar os amigos, muito belo, que significava tudo aquilo que ele queria passar... Vou usar com vocês, pois de certa forma, vocês tem algo em comum: uma certa pobreza voluntária, um trabalho humilde e alegre... Então, vai lá:

Pax et Bonum!
Paz e Bem!

Páscoa passou... que vocês tenham renovado suas forças e ideais, feito ressurgir o novo, com mais luz e essência.
Meus parabéns para a Lara! Fico cada vez mais surpreendido com tudo aquilo que vocês nos repassam, fruto da experiência única que vocês estão tendo.
"A coisa mais difícil deste mundo é adquirir a disposição de um guerreiro. Não adianta ficar triste, queixar-se e achar justificativa para isso, acreditando que alguém está sempre nos fazendo alguma coisa. Ninguém está fazendo nada a ninguém, muito menos a um guerreiro."
Grande abraço

Victor Augustus

Mada disse...

Mais abraços , abraços e abraços.
Que bom que tudo esta caminhando de forma favorável.
A cada texto , vejo mais experiências e novidades Falei p/ Wil captar a água da chuva p/ dar as descargas e lavar as roupas de casa...ecc ecc
ehehehehe... estou aderindo sua causa
bacio: Mada

Marina disse...

VCs sao fenomenais!!!!

Q delicia poder compartilhar um pouquinho dessa viagem com vcs!!
Sentir um pouquinho dessa unica sensacao que e realizar um sonho!!!

Adoro vcs!!!
Obrigada por tudo!!!

Marina

Anônimo disse...

Deborah,

A Fundação COPEL mantem convenio com as concessionarias de energia de outros estados em caso de atendimento médico, laboratórios, emergências, etc

Caso necessite (eu espero que não), entre em contato com a Fundação COPEL de Curitiba em qualquer dos fones abaixo:

0800 410025

041) 9994 6070

041 3883 6177

P.S. Registre no celular.

Um abraço !

Anônimo disse...

ei, eu ainda tenho Gurgel!
tinha parado d andar com ele pq tinha disponível um carro que gastava menos gasolina em casa.
mas agora voltei a andar de gurgel qnd nao consigo uma carona do papai. vamos ver se eu tbem adquiro uma power bike pra me locomover como a nahyr corajosa.

boa nnoite. BJSSSSSS
free