25/12/2006

O trio aventureiro


A viagem não começa no dia da partida, mas sim no dia que você decide viajar. Dali para frente todas as suas ações fazem parte da viagem, pois são em prol da viagem. É emocionante ver como coincidências, acasos, ajudas inesperadas vão acontecendo e colaborando para que a coisa aconteça.

A decisão de viajar já estava implícita na nossa jornada juntos desde o início. Eu e meu companheiro Cleverson temos muita coisa em comum, e uma delas é o desejo de conhecer lugares novos, culturas diferentes da nossa, pessoas de vários lugares e tipos. Viajar é a melhor forma de fazer isso.

Eu me formei como bióloga em dezembro de 2005, esse mês ele se formou, também biólogo. Como os vínculos universitários acabaram, ficou mais fácil decidir: Vamos em fevereiro.

Essa decisão foi tomada há uma semana, mas só ontem e hoje é que contamos para nossos pais, avós, tios, primos, sobrinhos e irmãos. Pode parecer cruel dar uma notícia dessas no dia do Natal, mas eles já sabiam que a gente ia viajar e estavam pressionando para saber quando, não gostamos de esconder nada, contamos.

Meu pai está dando o maior apoio e eu sou muito grata por isso, minha mãe parece que acha que está num sonho e não está reagindo ainda.

O pai do Clé aceitou, com uma pulga atrás da orelha, mas se dispôs a ajudar, a mãe dele, silenciosa.

Nessa viagem não vai só nós dois. Há uma terceira participante que vai ser nossa companheira, diversão e segurança. A Lara é uma vira-lata muito esperta e leal, que nos acompanha desde o 2º dia em que eu e o Clé passamos a viver juntos.

Vale a pena informar a esta altura, que será uma viagem longa e que pretendemos fazer ela de bicicleta. O roteiro não digo nada ainda, pois não é a hora.

Temos muita coisa a fazer, devolver a casa alugada, pintá-la, vender alguns móveis, doar uma porção de coisas... Empacotar livros, fotos, CD´s, excesso de roupas...Arrumar as bikes, tomar as vacinas, fazer o carrinho para a Lara, e a lista continua.

Estamos fechando um ciclo aqui em Curitiba. É bom deixar tudo ajeitado, nada pendente, não deixar que nada nos prenda e nos impeça de ir.

Um comentário:

didio disse...

adorei a materia e e eu didio e minha namorada dani tivemos o praser de conhecer este casal massa em itaunas e estou esperando eles aqui em porto seguro é isso aí pé na estrada muita paz amor e saúde para todos nós ficam com deus.