12/04/2008

Hunsm!! Tanta gente escrevendonos comentários... eu não podia dar ao luxo de não escrever nem ao menos algumas palavras!!!

Bem, estamos realmente fixos, nada como nada é para sempre, não se assustem se daqui um ano ou mais a gente anunciar: a viagem PedalEco Brasil vai continuar... Tudo nessa nossa vida acontecfe de formas tão repentinas e intensas que não dá para saber meeeesmo o que vai acontecer...

Hoje eu vou escrever mas não vou colocar fotos... fica para a próxima...

Bem, estamos em Taboquinhas a quase dois mêses, e tanta coisa acopnteceu...... Eu tive que ir voando (literalmente) para Curitiba para buscar algumas coisas, livros, roupas, coisas para se viver... afinal, não se carrega muita coisa em ciam de uma bicicleta e quando chegamos em ATboquinhas tinhamos tanta pouca coisa, pouca roupa que precisei dar um pulinho em Ctba de reabastecimento onde estão nossas coisas....

Estamos bem, as coisas aqui acontecem num ritmo diferente do que a gente está acostumado, mas acontecem.. Quando chegamos na casinha ela não tinha nem água, tínahmos que descer uma ladeira gigantesca, extensa mesmo, em dias de chuva extremamente escorregadia, tanto que diversas vezes cai com louça e tudo, era só copo, prato, tudo rolando ladeira abaixo, pfff um saco...

Mas agora, já faz mais de uma semana que temos água no cano... por enquanto n~çao fizemos a caixa grande que irá guardar a água, então estamos nos virando com baldes, galões e garrafas PET's de três em três dias temnos que encher tudo, vamos na casa da vizinha ligamos a bomba lá e voilá!! Água pura na porta de casa...

Para quem nunca teve falta de água nem imagina o que isso significa, a maioria das pessoas nas cidades só abrem a torneira, dão a descarga, tomam seus banhos e no final do mês pagam suas contas... nem imagina como pode ser difícil para alguns o acesso de água. A gente teve $$ para colocar a água logo, mas quem não tem nada? Passa a vida inteira, suibindo e descendo ladeira, carregando água, muitas vezes na cabeça mesmo... mulheres guerreiras essas daqui.

Ainda a um tempo atrás tivemos um probleminha. Derepente a gente não poderia passar 1 ano na casinha, apenas 6 meses. Seria totalmente inviável, imaginem só vcs... a gente trocou a estadia da casa por benfeitorias, como a água, a caixa, uma varandinha de sombra, horta, melhorias na cozinha etc... Seria um absurdo, a gente fazer tudo isso e nem dar tempo de usufruir direito. Depois de muita conversa descobrimos o motivo, estava rolando um bnoato que a gente queria tirar a terra dos velhinhos que antigamente moravam lá... imaginem.

Mas agora está tudo resolvido, falamos diretamente com o dono, explicamos, vamos ficar 1 ano e o boato ficou dissolvido nas brumas... E que brumas de manhã cedo o vale se enche delas, dá para ver certinho ela vem de longe, e vem chegando e chegando até que a gente tb fica encoberto, da até um friozinho bom. isso acontece logo depois do nascer do sol.

Tem tmbém um beija flor que sempre faz visitas, vem beijar meu biquini, o cristal que temos pendurado na janela, vem se admirar no espelho, ou simplesmente dar uma voltinha em casa. Lindo. Tem tantos sons, tanto de dia como de noite, pássaros, grilos, cigarras, vesouros, sapos, morcegos, formam uma música constante e mutável ao longo do dia e da noite.

Por exemplo, se eu acordo de madrugada e ouço apenas grilos, cigarras e sapos, sei que posso me virar e dormir novamente, ams agora se eu acordo e ouço os passarinho começarem a cantar é hora de lavantar, o dia começou.

Estamos acostumando a acordar ocm os passarinhos e dormir com os mesmos, a comer frutas todos dias e muuutita. Nossa alimentação está baseada princi´palmente em produtos locais... aimpim, farinha de mandioca, goma de tapioca, inhame, maxixe, quiabo, banana terra, bana prata, pinha, jaca mole e jaca dura, graviola, abiu, coco.... huummm Tem dias que a gente nem comida prepara de tanta fartura que é a "despensa"

Quanto ao projeto ainda não começamos nada oficialmente, estamos fazendo as visitas, conhecendo os agricultores, anotando dificuldades, anotando opiniões, preparando algumas aulas, lendo e pesquisando bastante. Estamos também plantando, temos que mostrar que a metodologia que a gente vai passarpara eles funciona, para mim sío tem um problema, o sol é demais. Estou aprendendo a lidar com o sol... ja perdi alguams coisas, devido a esse porém, mas também tá vindo bastante coisa!! Uma parte da horta, para cultuvar meus queridos brócolis, alface, couve flor, couve manteiga, salsinha vamos ter que construir uma cobertura de sombra de palha de coco, se não não vinga nada.

Essa semana amos fazer o mutirão para a caixa de água de ferrocimento. Vamos tirar umas fotos daí eu aproveito para colocar no blog... desculpaí a galera que sentou nossa falta. Puxa só de ver a quantidade de comentários dá animo para continuar postando, porque vcs imaginem como são as lanhouses por aqui.

Hoje fico por aqui, ainda tem muita coisa para fazer, sábado é dia de cidade, fazer compras na feira, ver as pessoas, se interar das novidades, acessar a internet, tomar banho de cahoeira e tomar sorvete gostoso e barato, hehehe, esse é nosso itinerário completo de sábado!!!

Abração pra galera e valeeeeeu

2 comentários:

Anônimo disse...

Eaê nano véio !!

Bom ver vocês bem, agora que os boatos se diluiram, e agora a comunidade entendeu o proposta que vocês estão levando nesta viagem.

Gente aqui pelos os pampas esta com sempre muito trabalho e pouco lazer ainda mais que o frio está chegando, hoje pela manhã fez 8 graus Celseus. E a sei que o Sol ai deve ser de matar mas, antes morrer este calor que este frio de trincar os ossos.

Bom já falei demais... a família caxiense mande-lhes um enorme abraço,paz,luz... ah, tudo aquilo de bom e seus sinômos.

Heverton, Chris, Lucas, Igor, Frida e Chico ( estes últimos são dois gatos)kkkkkkkk.

SBTVD disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the SBTVD, I hope you enjoy. The address is http://sbtvd.blogspot.com. A hug.