25/09/2007

Puxa, novamente passou quase uma semana e eu nada de postar alguma coisa.... É que as coisas acontecem de uma forma que nem a gente entende, de noite nossos planos para os dias seguintes estão todos ajeitados, de manhã... tudo vira de ponta cabeça.....

Bem, continuando a história, parei na segunda da semana passada, mutirão na escola Josefa, os alunos adoraram, muita energia e tal....

Na terça o planejado era a gente dar um pulinho em Paraibuna pegar umas mudas para distribuir na sexta e ainda conhecer a chacrinha da Vera.... mas não deu certo o carango não rolou e a gente ficou por São Sebastião mesmo, ajeitando as coisas para quarta.

Na quarta, mutirão novamente no Henrique Botelho... tinhamos até desmarcado o mutirão, mas as crianças acabaram por nos convencer que elas ADORARAM plantar e queriam mais e mais... sem problemas, foram duas pétalas da horta mandala feitas num piscar de olhos.... depois visitamos uma tiazinha vizinha da escola, lá as crianças trocaram um pouco de mulch (tínhamos bastante) por algumas mudas de ervas medicinais e aromáticas.


Depois foi a sessão de pintar plaquinhas..... plaquinhas com os nomes das árvores que iríamos plantar na sexta. Cada criança pintou uma ou duas plaquinhas, os nomes foram sorteados pois tinham alguns nomes difííííceis... tipo.... grumixama, esse aí, ninguém queria pegar. Depois de pintadas as placas as crianças voltaram à sala para fazer cartazes para enfeitar a escola para o dia da árvore.


Na quinta-feira de manhã fomos dar uma aula de horta para as crianças da APAE, no início eu fiquei meio receosa, de propor alguma atividade que por ventura, pelas limitações deles, eles não conseguissem executar e ficassem decepcionados. Mas que nada, na verdade eles são é muito espertos, queridos e engraçados... ficam o tempo todo fazendo piada. Fizeram tudo o que foi proposto, deram uma geral na horta, que precisava urgentemente de cobertura vegetal, construíram uma composteira, até se propuseram a buscar o lixo orgânico da lixeira para começar o composto e também regaram a horta. Quem fez sucesso também entre eles foi a Lara.. eles até deram um "jeitinho brasileiro" para que ela ficasse dentro do pátio com eles.


Na sexta foi o dia de visitar as feiras e atividades relacionadas com o Dia da Árvore. Fomos no Josefa de manhã, visitamos a Feira Verde deles, haviam muitos trabalhos bem legais a respeito do meio ambiente, história da região, trabalhos de ciências, artesanato... bastante coisa, bem legal. Lá conhecemos também o Welington da ONG SuperEco que vamos visitar quando estivermos em Caraguatatuba.

O almoço foi em companhia do Teo Baliero e da galera da Secretaria de Meio Ambiente, uma delícia de peixinho. A tarde fomos ao Henrique Botelho para a plantação das mudas de árvores nativas... Antes tivemos uma conversa, primeiro com a Vera a respeito do que foi feito durante o tempo que a Agenda 21 ficou na escola e depois uma conversa com o Teo, sobre os principais problemas ambientais de São Sebatião, sobre água, poluição e muito mais.


Depois é que fomos plantar as árvores, uma a uma, as plaquinhas já estavam prontas, os buracos também, foi só enterrar, colocar a placa e cobrir com matéria vegetal seca, importantíssimo para manter a umidade do solo, assim como aumentar a riqueza de matéria orgânica no solo.



À noite fomos a uma festa de yoga em Maresias, bem não sei se o nome certinho é festa mas foi bem legal, tivemos exercícios de respiração, conversas, meditação, depois um lanchinho e música para dançar. A Kathy Lobos, professora do curso, convidou a gente para voltar no sábado, para conversar e nos apresentar a possíveis contatos de patrocinadores... aceitamos o convite, apesar de já termos nos programado para ir à Ilha Bela no sábado de manhã.

Sábado de manhã votamos à Maresias, logo de manhã cedo uma prática puxada de yoga, depois um descanso, banho de mar, almoço e a tarde uma conversa com um cara que foi profissional de iron man e poderia nos dar contato do mundo do ciclismo. A palestra acabou, e logo em seguida ia começar uma prática... Como em São Sebastiãos nossas coisas estavam todas preparadas para partirmos no sábado, conta do camping fechada, etc... e eram já 16h e 30m, resolvemos partir. Trocamos emails com o Marcelo (iron man) e voamos de ônibus para São Sebatião, de lá para Ilha Bela.

Na Ilha Bela tínhamos como contato um casal que conhecemos na yoga, quer dizer, mal conhecemos mas mesmo assim eles abriram as portas de casa para que dormissemos uma noite e deixássemos nossa bicicleta. Cielo e Gabriel, duas pessoas com o coração do tamanho do mundo. Tomamos banho, comemos, dormimos e de manhã (domingo) ainda ganhamos carona até o início da trilha para o Bonete, uns 25Km, não sabíamos que era tão longe e queríamos ir a pé.


A trilha para o Bonete apesar de ser longa, é linda. Pelo caminho passamos por duas cachoeiras e mais uns tantos riozinhos. Ao chegar na praia, cor do mar verde esmeralda, desemboca no mar um rio de águas puras, tipo assim, um paraíso na Terra.


Lá os caiçaras ainda pescam, ainda fazem suas canoas, tecem suas redes, plantam e têm muita noção do meio ambiente em que vivem, sentem falta da chuva, o rio que a cada estiagem seca mais. Descobrimos também que os caiçaras do lado de lá (leste) da ilha têm no sangue uma pitada de sangue pirata, várias lendas, tesouros escondidos....



Segunda o tempo fechou, mas ficamos de boa, precisávamos mesmo de um descanço, demos uma volta, conversamos com os nativos, só coisas leves. Na terça acordamos cedo, tomamos café da manhã e tocamos bora para a cidade. Sabíamos que além da trilha, se não conseguíssemos carona, teríamos que andar mais 20 Km, ah loco!!


A trilha na volta foi rapidinha, o tempo estava meio frio e acabou que cansou bem menos. No final, ou início, da trilha tem um estacionamento, entramos lá na esperança que algum carro estivesse indo para a cidade, mas que nada. Depois de conversar um pouco o dono do estacionamento, que também é artesão, pescador e fotógrafo de primeira, nos ofereceu uma carona até uns 5Km a frente. Lá fomos nós de buguezinho. Depois que descemos do bugue, andamos mais uns 500m e conseguimos outra carona, na carroceria de um caminhão.

Daí ficou moleza, quer dizer, mais ou menos, descemos da carona uns 5Km da casa onde estavam nossas bikes. Chegamos aqui imaginando que iríamos tocar viagem hoje mesmo.... mas que nada, fomos convidados a passar mais uma noite. Ainda bem, hoje eu dei uma resfriadinha, e estamos super cansados. Bom também porque aproveitei, atualizei o blog e gravamos nossas fotos em CD, e vou te dizer.... cada foto :)

10 comentários:

Anônimo disse...

Cle e Deborah,

A Lidia terminou seus concursos e quer passar algum tempo com voçes. Avisem quando puderem, OK ?

Pai.

Anônimo disse...

Oi Debodaaa

To querendo ir ai passear!!!!! onde vcsd estão??? como???

Lidia

Anônimo disse...

Dai pessoal do pedaleco, esperamos partilhar a nossa experiencia no nosso encontro aqui no ceará, ja chegamos e estamos aqui na outra parte da atividade de emplementaçao das sementes. onde vcs estao, digao a cidade .. um abraço dops compas do ciclovida... jorge, inacio, ivania... falou

Anônimo disse...

o telefone do assentamento onde moramos é: 85 33521840 para nos conversamos.. ate

R disse...

Muito boas notícias como sempre...

Inseri o Blog do pedaleco no meu perfil do Orkut como feed.

Fica muito mais facil de acessar.

Seria legal comentar ocm o pessoal pra fazer o mesmo, assim, amaioria das pessoas terá mais fácil acesso às novidades do blog de vocês, é como "dar uma olhada bos recados"...

Tudo de bom pra vocês!

Estamos de Olho!!!

Rodrigo

Anônimo disse...

Olha la o e-mail do pedaleco... Beijocas! Paulina :o)

Misael disse...

Lugares lindos... Grandes experiências...

Aproveitem irmãos...

Estamos sempre acompanhando e vibrando!

Abraços,

Buchudo.

Mada disse...

Acho que ficaria louca cada dia em um lugar....
isto é coisa para Deborah e Cleverson.
Eu gosto é de rotina...
Estou com saudades...
Parabéns pelo projeto das hortas.
Fico emocionada só de ver.
AMO AMO AMO AMO AMO AMO AMO AMO
VCS.
Mada

Anônimo disse...

Oi queridos é Kathy lobos professora de yoga do curso em Maresias , foi um prazer enorme conhecer pessoas tão especias que fazem esse trabalho lindo pelo planeta...desejo muito sucesso e continuamos em contato.
Muita luz e paz
KATHY LOBOs

Anônimo disse...

uhu!